"Na terra dos sonhos podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal..."

.posts recentes

. A vida em tempestade

. "Gato Esteves"

. Voei

. A Existência

. Férias

. Próxima paragem... Beja!

. O teu bem faz-me tão mal

. Estrutura monolítica das ...

. Humana vontade

. Não quero

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.favorito

. Perfumes

. "A nossa única riqueza é ...

. Caeiro e eu

. Porque...

. Amizade - o que é?

. Há coisas que nunca mudam

. Fazer o impossível

. Os direitos inalienáveis ...

. A nêspera

. Casamento

Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2008

Acabou

 

Acabou o Carnaval.

Que este ano não foi gozado como devia e acabou por nem se quer compensar, visto que os resultados não foram os esperados.

 

Estou cansada, exausta.

E segunda lá estou eu outra vez.

 

Será que até lá consigo apagar da memória tudo o que me perturba?

Será que consigo deixar o pessimismo?

 

Não sei...

Tento, mas até agora sem resultados.

 

Deito-me a pensar no que aconteceu.

Acordo a pensar no mesmo.

Não sei mais que faça.

 

Sinto-me impotente.

Desesperada.

Sem rumo.

Com vontade de desistir de tudo o que me levou até aqui.

Com vontade de voltar atrás, para aquele mundo "que era mais justo".

 

Questiono tudo. Desde a minha aptidão para a Medicina, a minha vocação... Que sempre considerei como certa e que agora, se torna a pouco e pouco um mito.

Pelo menos é o que parece.

 

Ainda sou nova, ainda estou a tempo de mudar.

Quer seja de curso, quer seja de postura.

O problema é que mudar a postura é tudo menos fácil e não sei por onde começar.

O que fazer.

 

Estou perdida.

E não sei como me encontrar...

sinto-me:
tags:
publicado por coisasquetais às 12:34
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Nuno a 7 de Fevereiro de 2008 às 14:04
Infelizmente todos os cursos nos fazem isso. Mas não é caso para pores em causa a tua vocação. Pelo simples facto de para mim, a vocação "não ser para aqui chamada" (leia-se para curso) e sim apenas para quando estamos a trabalhar.
Aí sim, se vê se tens vocação ou não e se realmente era aquilo que queríamos.
Também não estou contente com o meu curso. Não era aquilo que esperava mas não é por isso que meto em causa todas essas coisas porque, como já disse, só se vê quando estivermos a trabalhar.
Apenas vejo isto como mais um desafio da Vida, mais um além dos que ela me tem colocado.
Uma pessoa que tenha grandes notas pode ser um péssimo profissional e vice-versa, para além de poder vir a não ter qualquer vocação para o trabalho. Nós agora estudamos a teoria e as bases do que vai ser o nosso futuro trabalho. Apenas e só isso. Não somos médicos, não somos gestores. Daí tudo o que disse até agora,
Já escrevi foi demais, lol.

Bjs
De Dreamfinder a 13 de Fevereiro de 2008 às 14:08
O mais importante é deixar para trás o pessimismo, erguer a cabeça e seguir em frente com a certeza de que és capaz... Beijinho*

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds