"Na terra dos sonhos podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal..."

.posts recentes

. A vida em tempestade

. "Gato Esteves"

. Voei

. A Existência

. Férias

. Próxima paragem... Beja!

. O teu bem faz-me tão mal

. Estrutura monolítica das ...

. Humana vontade

. Não quero

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.favorito

. Perfumes

. "A nossa única riqueza é ...

. Caeiro e eu

. Porque...

. Amizade - o que é?

. Há coisas que nunca mudam

. Fazer o impossível

. Os direitos inalienáveis ...

. A nêspera

. Casamento

Sábado, 21 de Junho de 2008

Velha?!

 

Aqui há uns dias disseram-me que parecia uma velha.

Sim, uma velha.

Perguntei porquê.

Resposta: "Porque estás sempre a dizer que o país é uma vergonha."

Pois.

E eu pergunto: "É mentira?"

 

Não. Não é mentira.

"O país é uma vergonha" é a frase do desespero.

É a frase do "já não sei que possa dizer mais".

 

Certas pessoas só entendem quando lhes chega ao bolso.

Mas porquê?

Porque os puseram lá.

Mas quem?

Os políticos.

 

"Cada país tem o governo que merece".

"Quem bela cama faz, nela se deita".

Sabedoria popular aplicada à política.

E porque não?

Porque é o "povo" que os põe lá.

Porque o "povo" tem memória curta.

 

A semana passada Portugal entrou em pânico.

PR e PM estávam onde?

Ninguém os viu ou ouviu.

Talvez na Suíça a ver a Selecção.

 

E quem liga? Ninguém.

Desde que dêem regalias aos camionistas e diminuam 1% do Iva em Julho

Para "enganar o burro com a cenoura", tudo bem.

 

E já agora, velha. Não idosa.

Porque idosos e auxiliares de acção qualquer coisa são designações socialistas.

E mais não digo.

 

publicado por coisasquetais às 17:27
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Vânia Caldeira a 25 de Junho de 2008 às 14:30
Sim, provavelmente é verdade: parecemos umas velhas! E porquê? Porque o país está (para quem quer ver) em decadência crescente, porque o futuro não passa de um nevoeiro incerto e nada promissor, uma réstia daquilo que, em pequenas, provavelmente sonhámos. Agora? Agora não há mais espaço para os sonhos... Este país, esta sociedade não nos deixa sonhar. A realidade é negra e assustadora, imprevisível naquilo que poderá trazer de pior. Para quando as melhorias? Para quando melhores promessas? (Não, não me refiro às falsas promessas das eleições!) Para quando o fim do desemprego, a aposta nos jovens, a morte do trabalho precário? Não sei... Culpa minha certamente, que pareço uma velha, velha a quem a esperança neste país se esgotou há muito.
De mauro a 28 de Junho de 2008 às 18:33
OLÁ! Pois é... mal sabias tu que eu também parava por aqui de vez em quando, mas é verdade...
Reconheço que estava com enorme expectativa para ver se sacavas um provérbiozinho para caracterizar qualquer situação que fosses descrever, ahahahah e não me desapontaste nada! Brutal... "A chica dos provérbios" lol muito bom...
Carolina, sem maldade... tudo na amizade! =P beijinho

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds