"Na terra dos sonhos podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal..."

.posts recentes

. A vida em tempestade

. "Gato Esteves"

. Voei

. A Existência

. Férias

. Próxima paragem... Beja!

. O teu bem faz-me tão mal

. Estrutura monolítica das ...

. Humana vontade

. Não quero

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.favorito

. Perfumes

. "A nossa única riqueza é ...

. Caeiro e eu

. Porque...

. Amizade - o que é?

. Há coisas que nunca mudam

. Fazer o impossível

. Os direitos inalienáveis ...

. A nêspera

. Casamento

Domingo, 16 de Dezembro de 2007

"Agora, senta-te Carolina."

 

Há dias bons. E há dias maus.

E há aqueles dias em que não podemos sair da cama. Ou melhor, não devíamos ter saído.

 

Sexta foi um desses dias.

Impressionante.

Tudo para correr bem, e corre tudo mal.

O mais frustrante é saber que não foi por falta de empenho, ou de vontade.

Foi porque o stress, em certos dias, é mais forte que todas as minhas forças.

E com isso, deitei fora uma oportunidade.

 

Estar na faculdade é isto mesmo.

É estudar e ter 10, não estudar e ter 10 na mesma.

É poder escolher quando se faz ou não faz uma cadeira.

É ter mil oportunidades para a fazer.

Mas não quer dizer que me sinta bem quando me acontece ter de o fazer noutra oportunidade.

 

Penso demasiado no futuro.

Penso que não quero nem posso deixar nada para trás, porque o curso já é longo e eu já fiquei um ano em espera para entrar.

Por outro lado, penso que esse ano não foi perdido. Aprendi e vivi o que era a faculdade pela primeira vez. E pela primeira vez soube o que é fazer exames sem stress. Mas foi só porque não era o curso que eu queria. Como se provou no ano que passou, e como se provou esta sexta-feira.

 

Por vezes surge-me a pergunta: "Porque não ficaste em Economia, Carolina?"

Se calhar estáva mais feliz.

Ou se calhar não.

Se calhar estáva menos cansada.

Ou talvez não.

 

Há dias em que penso se estou no curso certo.

Há dias em que tenho a certeza que estou.

 

Falo disto hoje porque pensei no assunto.

Não falei sexta-feira porque, como já disse noutro post, não gosto de escrever quando não estou mesmo bem comigo mesma.

 

E agora, que faço?

"Agora, senta-te Carolina. Senta-te, e espera calmamente que a crise passe."

 

sinto-me:
tags: , ,
publicado por coisasquetais às 19:33
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Nuno Bolas a 17 de Dezembro de 2007 às 21:34
Olha...se tivesses ficado em Economia agora tavas-te a embebedar connosco! AHAHAHA. Até daqui a uns dias

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds