"Na terra dos sonhos podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal..."

.posts recentes

. Não quero

. A Lua

. Tristeza? Talvez...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.favorito

. Perfumes

. "A nossa única riqueza é ...

. Caeiro e eu

. Porque...

. Amizade - o que é?

. Há coisas que nunca mudam

. Fazer o impossível

. Os direitos inalienáveis ...

. A nêspera

. Casamento

Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Não quero

 

Não quero mais esta vida.

Não quero mais este cansaço.

Não quero mais esta sensação de impotência.

Não quero mais esta sensação de azar que me persegue.

 

Não quero mais ser infeliz

Não quero mais viver assim

Não quero mais este ar, este aspecto

Não quero mais sentir-me estúpida, estupidificada, ignorante.

 

Não quero mais ser pisada, sem poder dizer nada

Não quero mais ter de ficar calada, para não sofrer consequências

Não quero mais não obter o que sempre quis

Não quero mais ter de ficar pelo caminho.

 

Não quero mais este ritmo

Não quero mais não ter férias

Não quero mais sentir-me no limite físico e psicológico.

Não quero mais esta faculdade.

 

Quero este curso.

Não quero esta faculdade.

Não quero as pessoas que a habitam.

Não quero sentir-me mais assim e saber que é por causa dessa instituição.

Não quero que me faça infeliz o que me devia fazer feliz.

 

CHEGA!

ESTOU FARTA!

CANSEI!

 

O que fazer?

Não sei.

Desistir? NUNCA!

 

Mas sem dúvida alguma coisa vai mudar.

Alguma coisa tem de mudar.

Quanto mais não seja o sítio.

publicado por coisasquetais às 03:35
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Março de 2008

A Lua

 

Por vezes, as palavras escritas por outros descrevem tudo o que sentimos.

Tudo aquilo que poderíamos descrever.

E por isso...

 

"É única no Mundo! Fui eu que a imaginei.

Quando quero pensar, coloco-a em posição de quarto crescente e, quando estou triste, rodo-a para quarto minguante e sento-me até que a tristeza passe."

 

in "A Lua de Joana" de Maria Teresa Maia Gonzalez

tags: ,
publicado por coisasquetais às 03:02
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 27 de Janeiro de 2008

Tristeza? Talvez...

 

Este sentimento que me inunda e que não sei o que é.

Desespero?

Ânsia?

Medo?

Tristeza?

Não sei especificar o que é, e por isso aqui deixo outro poema.

 

"Deve chamar-se tristeza

Isto que não sei que seja

Que me inquieta sem surpresa

Saudade que não deseja.

 

Sim, tristeza - mas aquela

Que nasce de conhecer

Que ao longe está uma estrela

E ao perto está não a ter.

 

Seja lá o que for, é o que tenho.

Tudo mais é tudo só.

E eu deixo ir o pó que apanho

De entre as mãos ricas de pó."

 

Fernando Pessoa in Poesias Inéditas (1919-1935)

 

sinto-me:
publicado por coisasquetais às 16:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds