"Na terra dos sonhos podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal..."

.posts recentes

. A vida em tempestade

. "Gato Esteves"

. A Existência

. Próxima paragem... Beja!

. O teu bem faz-me tão mal

. Estrutura monolítica das ...

. Não quero

. Só para...

. Será assim tão difícil de...

. If you wanna love me...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.favorito

. Perfumes

. "A nossa única riqueza é ...

. Caeiro e eu

. Porque...

. Amizade - o que é?

. Há coisas que nunca mudam

. Fazer o impossível

. Os direitos inalienáveis ...

. A nêspera

. Casamento

Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

Estupidez

 

Hoje quero deixar uma frase.

Uma frase que o meu pai diz,

Uma frase que já lhe foi dita por alguém.

Mas que em certas alturas,

É a única coisa que faz sentido.

 

"Quando a estupidez pode justificar alguma coisa,

Não vale apena procurar outra razão."

publicado por coisasquetais às 01:44
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Dezembro de 2008

Porque é que...

 

Não, não estou na idade dos "porquês" ou dos "porques".

Mas talvez pareça.

Talvez nunca tenha ultrapassado realmente essa fase.

 

Porque é que ainda me preocupo?

Porque é que passo o dia a tentar lutar contra o que não posso alterar?

Porque é que perco imenso tempo nessas lutas sem sentido?

Porquê, se sei que há coisas que não estão ao meu alcance mudar?

Porque é que ainda me choco com injustiças?

Porque é que ainda tenho esperança que um dia o Mundo seja perfeito?

Porque é que acho sempre que posso fazer melhor?

Porque é que nunca estou contente comigo?

Porque é que acho que sou sempre pior que todos os que me rodeiam?

Porque é que choro tanto?

Diz-me!

 

Porque é que não mudas?

Ou melhor, porque é que deixaste de ser quem eras?

Porque é que deixaste de me tratar como tratavas?

Porque é que te exibes dessa maneira?

Porque é que és assim comigo?

Diz-me!

 

Porque é que ainda gosto?

Porque é que ainda não deixei de gostar?

Porque é que continuo a estar?

Porque é que continuo a ficar?

Porque é que ainda há alturas que penso que sou eu que estou errada?

Porque é que há momentos em que acho que a culpa é minha?

E porque é que há outros em que tenho certeza que é tua?

Diz-me!

 

Porque é que me sinto perdida?

Porque se calhar só preciso de me sentir ligeiramente querida....

 

Diz-me....

tags: ,
publicado por coisasquetais às 00:46
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

13 de Novembro

 

Há 21 anos foi uma sexta-feira.

E segundo dizem, chovia imenso.

Se calhar é por isso que odeio chuva.

 

Há um ano, nasceu este blog.

Um ano de pensamentos.

Um ano de memórias.

Um ano de desabafos.

Um ano de opiniões.

 

Guardo bons e maus momentos

Deste ano que passou.

Momentos excelentes.

Momentos péssimos.

 

Contudo, hoje fiquei feliz.

Estive rodeada da minha família como queria.

Todos os meus amigos

(Incluindo alguns que não esperava)

Lembraram-se deste dia.

 

Contudo, o mesmo "se não" de sempre.

Apesar de ter estado presente.

Não esteve.

Não sei explicar melhor.

Talvez alguém me entenda.

Ou talvez não.

 

Houve uma mensagem que me marcou muito.

Talvez demasiado,

Talvez por ser de uma grande amiga,

Talvez por dizer a verdade toda.

 

"Não quero desejar-te o vulgar nestas alturas,

Porque és especial de mais para isso.

Espero que aprendas a confiar mais em ti,

A escolher a companhia daqueles que realmente a merecem

E a seres verdadeiramente feliz."

 

No dia em que conseguir tudo isso

Serás a primeira a saber.

 

No dia em que outras pessoas perceberem isso

Talvez já seja tarde.

 

Obrigado por tudo.

A ti, e a todos aqueles que realmente merecem.

Lutarei para ser verdadeiramente feliz.

publicado por coisasquetais às 01:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 8 de Novembro de 2008

Cansada

 

Cansada de chorar em silêncio.

Cansada de passar o dia a fingir que não penso nisso.

E em muitas outras coisas.

Mas agora, principalmente nisso.

 

(Mas este "nisso"

Não é propriamente o "nisso"

Que descreverei aqui.

 

É só o "nisso"

Que me tem ocupado

É só o "nisso"

Que me tem destabilizado

É só o "nisso"

Que nada posso mudar

É só o "nisso"

Que acontece sempre aos outros

E nunca a nós mesmos)

 

Cansada de aceitar todas as injustiças

Cansada de não poder mudar o Mundo

De não poder mudar o meu Mundo.

Pelo menos não poder mudá-lo em coisas que não posso alcançar.

 

Cansada da solidão acompanhada.

Cansada de todos os dias esperar uma nova atitude.

Ou pelo menos uma atitude repetida,

Mas que fosse boa, que fosse com sentimento.

 

Cansada de esperar que cresças

Que abras os olhos para a vida

Que abras os olhos para a realidade

Que abras os olhos para aquilo que fazes.

 

Cansada de esperar mudança

Cansada de acordar todos os dias

E tudo estar igual, igual a sempre

Que corresponde a nada.

 

Cansada, cansada, cansada...

 

Mas um dia

O cansaço consome-me por completo.

 

Mas um dia

Já não vou mais cansar-me com isto.

 

Mas um dia

Vou resignar-me e...

 

E depois?

Depois vou seguir a minha vida,

sem este cansaço.

E talvez, aí, tu cresças.

tags: ,
publicado por coisasquetais às 17:05
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

Fugitiva

 

"You're the fugitive but you don't know what you're running from..."

 

da música "Old Yellow Bricks"  de Arctic Monkeys

 

Maybe I do.

Maybe I just can't handle the truth...

tags: ,
publicado por coisasquetais às 01:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 25 de Outubro de 2008

Quanto mais...

 

Ouvi esta frase em qualquer lado.

Mas acho que se aplica cada vez mais ao que sinto.

 

"Quanto mais conheço as pessoas,

Mais gosto do meu gato..."

 

E mais não digo.

tags: , , ,
publicado por coisasquetais às 15:11
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

Amanhã

 

Quando me sinto em baixo

Gosto de ouvir esta música.

Esta música diz tudo.

Simplesmente tudo.

 

"Amanhã

Será um lindo dia

Da mais louca alegria

Que se possa imaginar

 

Amanhã

Redobrada a força

Pra cima que não cessa

Há de vingar

 

Amanhã

Mais nenhum mistério

Acima do ilusório

O astro-rei vai brilhar

 

Amanhã

A luminosidade

Alheia a qualquer vontade

Há-de imperar

 

Amanhã

Está toda a esperança

Por menor que pareça

Que existe é pra vicejar

 

Amanhã

Apesar de hoje

Será a estrada que surge

Pra se trilhar

 

Amanhã

Mesmo que uns não queiram

Será de outros que esperam

Ver o dia raiar

 

Amanhã

Ódios aplacados

Temores abrandados

Será pleno, será pleno..."

 

Caetano Veloso

 

Depois do post anterior é um pouco contraditório.

Contudo, tanto um como outro verdadeiros.

Mas este, este dá muito mais força

Para encarar a mentira que é o Amanhã.

tags: , ,
publicado por coisasquetais às 00:27
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 27 de Setembro de 2008

Nada custa

 

Nada custa mais,

Que uma solidão acompanhada.

 

E mais não digo.

tags: , ,
publicado por coisasquetais às 00:02
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008

O que só a mim me diz respeito

 

"Os meus demónios só a mim me dizem respeito; são o meu segredo, o meu quinhão de liberdade, de intimidade, por mais inviável que ela seja. Tirarem-mos seria uma espécia de violação."

 

in "Os Órfãos do Mal" de Nicolas D' Estienne D' Orves

tags: ,
publicado por coisasquetais às 01:12
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

Sem paciência

 

Há muito que cá não deixo os meus pensamentos.

Os meus pensamentos próprios.

Muito por falta de paciência.

Não propriamente para aqui escrever.

Não propriamente para qualquer outra coisa.

Simplesmente, sem paciência.

 

Ver que o tempo passa e nada muda.

"Ainda tens muito sangue na guelra, Carolina...".

E é mau?

Se calhar é.

Ainda tento lutar pelo Mundo perfeito.

Ainda penso que é possível.

Ainda acredito.

 

Se calhar é inútil.

Se calhar é.

Mas se assim não for que sentido tem tudo isto?

 

Às vezes só me apetece baixar os braços.

E dizer: "Que se lixe tudo isto!", ou, "Quero lá saber!".

Mas não é verdade.

Não consigo.

 

Há dias em que não me suporto a mim mesma.

E hoje é um deles.

tags: ,
publicado por coisasquetais às 23:51
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds